CPR

Sobre a CPR LATAM

CPR LATAM é uma rede acadêmica interdisciplinar de centros de pesquisa, que busca aprofundar o conhecimento sobre os impactos sociais, econômicos e políticos das Tecnologias da Informação e Comunicação (TIC) no continente americano. Ela promove o diálogo entre pesquisadores estudiosos de questões econômicas, tecnológicas e políticas que afetam as TICs e seus impactos no desenvolvimento. A rede implenta, dentre outras, as seguintes atividades:

-Organiza conferências científicas regionais:

•          Buenos Aires (Argentina), Outubro 5, 2007

•          Nueva York (USA), Abril 14, 2008

•          Ciudad de México (México), Setembro 4-5, 2009

•          Brasilia (Brasil), Maio 14-15, 2010

•          Lima (Perú), Maio 19-20, 2011

•          Valparaiso (Chile), Maio 17-18, 2012

•          Ciudad de México (México), Maio 17-18, 2013

•          Bogota (Colombia), Maio 30-31, 2014

•          Cancun (México), Julho 13-14, 2015

  •           Cancun (México), Julho 22 - 23, 2016

 

-Promove a troca de informações e conhecimento entre pesquisadores acadêmicos e profissionais com interesse em TIC no continente americano.

-Busca incentivar o intercâmbio de pesquisadores acadêmicos entre centros de pesquisa no continente americano.

 

Os principais objetivos da CPRLATAM são:

-Analisar e aprender com políticas de aceleração da inclusão digital na Região Américas.

-Divulgar as pesquisas realizadas nos centros integrantes da rede entre si, bem como influenciar a agenda de pesquisa e de análise, submetendo-as a crítica dos pares.

-Procurar meios de modernização das redes de comunicação e telecomunicações.

-Promover a adoção de novas tecnologias com modelos de negócios próprios para a Região Américas.

-Auxiliar os formuladores de políticas públicas na formatação de modelos de Tecnologias da Informação e Comunicação (TIC) apropriados às diferentes estratégias e realidades nacionais, bem como avaliar o impacto de novas tecnologias no desenvolvimento socioeconômico.

-Convencer os formuladores de políticas públicas e o público em geral sobre a importância de investimentos em TIC para o avanço da edução, saúde e outros serviços públicos.

-Facilitar o diálogo e promover parcerias público-privadas em torno aos objetivos de políticas de TIC.

-Disseminar experiências de sucesso (e fracasso) e promover a troca de ideias sobre políticas de TIC em toda a região.